Polícia

Esposo atira quatro vezes em esposa grávida após ela reclamar de cheiro de álcool do companheiro

Uma mulher grávida de 36 anos foi vítima de uma tentativa de feminicídio na noite do último sábado (8), em Alta Floresta, no Mato Grosso. O crime aconteceu após a vítima reclamar do cheiro de cachaça do companheiro.

O agressor, que ainda não foi identificado, fugiu do local após os disparos. A vítima foi socorrida por vizinhos e encaminhada ao Hospital Regional de Alta Floresta, onde se encontra em estado estável.

Crime ocorreu após discussão por causa de cheiro de cachaça

Segundo informações da Polícia Militar, a tentativa de feminicídio aconteceu por volta das 22h, no Bairro Vila Nova. A vítima e o companheiro estavam em casa quando iniciaram uma discussão. A mulher teria reclamado do cheiro de cachaça do homem, que estava embriagado.

Irritado com a reclamação, o homem empurrou a motocicleta para a calçada e disse que iria embora. A vítima foi até a calçada para tentar acalmá-lo, momento em que o homem sacou um revólver, pediu perdão e atirou contra ela.

Vítima foi atingida por quatro tiros

A mulher foi atingida por quatro tiros: um no braço, dois nas costas e um no pescoço. Mesmo ferida, ela conseguiu correr para dentro de casa, onde se abrigou.

Os vizinhos, que ouviram os disparos e os gritos de socorro da vítima, acionaram o Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar. Ao chegarem ao local, os policiais encontraram três estojos de munição calibre 38 deflagrados e uma poça de sangue no corredor da casa.

Agressor fugiu em motocicleta

Após atirar na mulher, o agressor fugiu do local em uma motocicleta Honda CB 300 dourada. A Polícia Militar realizou buscas na região, mas não conseguiu localizá-lo.

Investigação está em andamento

A Polícia Civil investiga o caso como tentativa de feminicídio. O agressor ainda não foi identificado e a polícia pede a colaboração da população para que qualquer informação sobre o paradeiro dele seja repassada.