Política

Mauro aponta nos EUA que Mato Grosso busca reduzir drasticamente riscos ambientais

O governador Mauro Mendes defendeu, hoje, em Nova Iorque, a eficiência do setor público e que o Brasil lidere o setor da economia verde, como forma de atrair mais investimentos e desenvolvimento sustentável. Ele falou na terceira edição do Summit Valor Econômico Brazil – USA, no painel “Invest In Brazil: as oportunidades dos governos” debatendo oportunidades e desafios atuais no cenário econômico brasileiro e abordando as principais iniciativas que podem impulsionar o crescimento sustentável.

“O Brasil se posiciona estrategicamente para se destacar no cenário global, impulsionando um desenvolvimento econômico sustentável e inclusivo, mas que precisa assumir por completo esse protagonismo. Mato Grosso segue vivenciado um crescimento econômico significativo nos últimos anos, impulsionado principalmente pelo agronegócio, investindo em logística e infraestrutura. Hoje, nós temos uma grande responsabilidade social de atuar junto a uma política de preservação que busca reduzir drasticamente os riscos ambientais e a escassez ecológica”, afirmou. 

Ele disse a investidores que Mato Grosso tem focado em trazer eficiência à gestão pública, como forma de melhorar a qualidade de vida da população e trazer investimentos, “tem grande potencial de desenvolvimento e crescimento, mas para isso é necessário continuar investindo com responsabilidade e eficiência. Ser eficiente é arrecadar melhor, gastar melhor, e fazer todas as demais políticas públicas, gerando qualidade de vida e desenvolvimento. Hoje 20% de tudo que arrecadamos em impostos se transforma em investimentos”, ressaltou. 

O governador reforçou os potenciais de Mato Grosso para a atração de investimentos, ao lembrar que o estado já é o maior produtor de etanol de milho do país, e o segundo em etanol de cana.
Também participaram do painel os governadores: Helder Barbalho (Pará), Claudio Castro (Rio de Janeiro), Ratinho Junior (Paraná), Tarcísio de Freitas (São Paulo), Raquel Lyra (Pernambuco) e o secretário de Fazenda do município de São Paulo, Luis Felipe Arellan, informou a a secretaria estadual de Comunicação.